sexta-feira, 18 de junho de 2010

DEUS CHAMA E VOCÊ ESCOLHE !


Texto chave: João 3:16

Todos são chamados pelo gracioso ato divino – pecadores podem ser salvos em Cristo Jesus para serem santos (separados) (Rm 8:29).

Esta chamada ocorre mediante a proclamação do Evangelho (Jo 1:10-11) – testemunho do amor de Cristo pelas pessoas, pois a vontade de Deus é que todas as almas sejam salvas (1 Tm 2:3-4) – isso é a VISÃO – o propósito principal no coração de Deus para a humanidade.

A chamada divina para a salvação tem propósitos claros e específicos nas Escrituras. Fomos chamados por Deus; para sermos de Cristo (Rm 1.16); para a santificação (Rm 1.7); para a liberdade (Gl 5.1,13); para a paz (1 Co 7.15); para o sofrimento (Rm .17-18); e, para a glória (Rm 8.30).

Jesus prometeu enviar o Espírito Santo, o outro Consolador para convencer o mundo do pecado (Jo 16:8a10). Embora a oportunidade de salvação seja para todos, uns se arrependem de seus pecados e aceitam a misericórdia de Deus através de Cristo (At 2:37). Outros, no entanto, admitem a culpa, mas não estão dispostos a confessá-la, tornando-se mais resistentes (At 13:46) – justificam-se dizendo que não fazem mal a ninguém ou que suas vidas estão bem e que somente quem está com dificuldade deve procurar Jesus, isto é auto-suficiência. Porém o mesmo Espírito Santo também convence o mundo do Juízo Vindouro, pois os que rejeitam a Cristo serão condenados, assim como o Diabo que já se encontra julgado (Mt 25:41).

A salvação é para todos individualmente – marido não salva a mulher e vice-versa. O novo testamento apresenta a realização da nossa salvação como algo efetuado por Deus de forma pessoal e singular. Tem que querer, tem que reconhecer que dependo do sacrifício de Jesus para viver a eternidade com Deus: “...todo aquele que nEle crê...” (Jo 3:16); “...aquele que vem...” (Jo 6:37); “...todo aquele que invocar...” (Rm 10:23).

A eleição divina foi feita com base no seu amor por todos os seres humanos (Jo 3.16; 1Tm 2.3-4). O cuidado de Deus também é visto até mesmos para com os rebeldes (Ez 33.11). Pedro afirma que Deus não faz acepção de pessoas (At 10.34). Nossa decisão pessoal de crer, ou não crer em Cristo, tem conseqüências eternas em nossa vida. Foram estas palavras proferidas pelo nosso Senhor Jesus: “quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Mc 16.16).

Os que não aceitam a Jesus como seu Salvador são os únicos responsáveis pelos seus atos, visto ser a vontade de Deus que todos se salvem (2Tm 2.3-4). O interesse de Jesus por todos é manifesto em sua pergunta, quando realçou claramente a dureza dos corações daqueles que o recusaram: “...não quereis vir a mim para terdes vida?” (Jo 5.40 cf. Mt 23.37). O Evangelho é um presente de Deus para todas as pessoas, cabe a cada uma delas aceita-lo ou não.

Deus sonhou com você e aguarda a sua decisão – reconheça a sua total dependência em Jesus para chegar ao Reino dos Céus. Somente existe uma única coisa que você pode fazer para participar da vida eterna com Deus: Ouça o chamado divino e se entregue totalmente a Jesus – O receba em sua vida como seu único Senhor e Salvador.

Tenha amor em sua obra expiatória (perdão dos pecados através do sacrifício de Jesus na cruz) e dedíque-se o melhor possível para levar essa obra (o Evangélho) ao máximo possível de pessoas – isso vai gerar em teu coração um imenso prazer. Somos a última geração que vem antes da volta de Jesus, então veja que o tempo já está acabando e não fique pensando se vai fazer a vontade de Cristo ou não – FAÇA AGORA MESMO E NUNCA PARE.

Busque incansavelmente o querer de Deus. Vá aos cultos, às células, aos encontros com Deus, aos seminários e congressos e em oração, leia muito a Palavra de Deus – o Alimento Epiritual. Persista sempre no chamado de Deus, pois aquele que perseverar até o fim, será salvo (Mt 10:22). Mostre que você é um escolhido do Senhor para fazer a diferença. Aleluia!

Nenhum comentário: